R. Rodrigues de Sampaio,146 -1ºEsq . 1150-005 Lisboa.
(+351) 917 820 555 / 213 544 366
Segunda-feira a Sexta-feira - 8h00 às 19h30.

Disfunção TemporoMandibular – Dor Orofacial

Disfuncional, porque esta doença resulta de uma disfunção no funcionamento da Articulação Temporo-Mandibular.
Uma articulação é uma ligação entre dois ossos. Há vários tipos de articulações no corpo humano, mas que se diferenciam em articulações “móveis”, como a do ombro, e as “imóveis”, como aquelas entre os ossos da cabeça.
A articulação temporo-mandibular une a base do crânio, pelo osso temporal, à mandíbula, osso também conhecido como maxilar inferior. Esta articulação é então uma articulação “móvel”, que nos permite abrir e fechar a boca e, por consequência, executar funções básicas como falar e mastigar.
Nesta articulação há, no espaço compreendido entre os dois ossos descritos, uma cartilagem, a que se chama disco articular, cuja função é acompanhar o movimento do condilo mandíbular quando abrimos e fechamos a boca, de forma a que não haja contacto directo entre as duas superfícies ósseas. Importa referir que esta articulação é revestida por uma cápsula, e banhada por um líquido, o líquido sinovial, que a lubrifica.
O disco articular pode estar deslocado da sua posição normal e, em função disso, limitar o movimento em vez de o ajudar.
Isto pode manifestar-se principalmente por um ruído ao abrir a boca, tipo um estalido, ou por incapacidade de completar o movimento de abertura total da boca, geralmente com muita dor ao tentar fazê-lo. Essas dores podem ser por vezes interpretadas como dores de cabeça, já que estão associadas a um dos músculos responsáveis pela mastigação, o músculo temporal. 
Estas são as mais comuns manifestações clínicas desta doença, que pode ter várias causas, sendo por isso chamada de multifatorial.
As mais frequentemente identificadas são os chamados hábitos nocturnos parafuncionais, o chamado bruxismo, em que as pessoas rangem os dentes e assim os desgastam. Também a falta de dentes e a consequente alteração de relação entre as arcadas superior e inferior são causas comuns.
A Cirurgia Maxilofacial é a especialidade médico-cirúrgica que trata esta patologia em colaboração frequente com a Medicina Fisica e Reabilitação e a Medicina Dentária.